Skip to content

Evolução e coincidências…

September 19, 2009

Este post é a transcrição de uma passagem linda, de um livro mágico, que me tem proporcionado verdadeiros milagres e saltos quânticos, nos meus níveis de consciência e Vida. Partilho convosco uma das passagens literárias mais reveladoras de sempre…

“[…]

Para compreender verdadeiramente o Sétimo insight e entrar a sério no movimento da evolução – explicou ele -, você tem de fazer entrar todos os insights num único feixe de ser.

Não disse nada.

– Consegue dizer em poucas palavras – continuou ele – como é que o mundo mudou para si, pelo efeito dos insights?

Fiquei a pensar e depois disse-lhe:

Acho que abri os olhos e passei a ver o mundo como um lugar misterioso, que nos proporciona tudo aquilo de que precisamos. E que vermos isso com clareza, abre caminho para que essa visão se torne efectiva em nós.

– E que acontece então? – perguntou.

– A partir desse momento, podemos dar continuidade ao fluxo da evolução.

– E como é que damos início a esse processo?

Pensei uns instantes no que ia dizer.

– Não deixando que nos saia do espírito, de modo algum, a noção dos nossos problemas imediatos. Em seguida, ficarmos atentos aos sinais que nos serão dados por um sonho, por meio de um pensamento intuitivo, ou pelo modo como o meio-ambiente se ilumina e nos salta à vista.

Voltei a fazer uma pausa, tentando lembrar-me do conteúdo de todo o insight, e só depois continuei:

Quando acumulamos energia e nos concentramos na nossa própria situação, nas perguntas que nos colocamos, acolhemos algo que vem da orientação intuitiva, uma ideia do que fazer ou de para onde ir; a partir desse momento, as coincidências ocorrem para nos permitir mover-nos nessa direcção.

– Sim, sim, é isso mesmo – disse Pablo. – É esse o caminho. E cada vez que as coincidências nos conduzem para algo de novo, nós crescemos, tornamo-nos pessoas mais realizadas; passamos a existir a um nível mais elevado de vibração.

Curvou-se para mim e reparei na energia incrível que pairava à sua volta. Estava radiante, já não parecia o mesmo tímido, nem sequer jovem. Dava a sensação de estar repleto de força e de poder.

– Pablo, que lhe está a acontecer? – perguntei-lhe.

– Comparado com a primeira vez em que o vi, você parece muito mais confiante, muito mais sabedor e, de certo modo, muito mais completo.

Ele pôs-se a rir.

– Quando você chegou aqui pela primeira vez, eu tinha deixado que a minha energia se dissipasse. Para começar, pensei que talvez pudesse ajudar-me a fazer fluir a minha energia, mas depressa me dei conta de que você ainda não tinha aprendido como fazê-lo. Essa arte só é ensinada no Oitavo insight.

Eu estava siderado.

– O que é que eu não fiz?

– Tem de aprender que todas as respostas que vêm ter consigo, na realidade são as outras pessoas que lhas dão. Pense em tudo o que aprendeu desde que está no Perú. Não vieram todas as respostas ter consigo por intermédio de outras pessoas, que misteriosamente cruzaram o seu caminho?

[…]”

in A Profecia Celestina, James Redfield

Advertisements
One Comment leave one →
  1. Rosarinho permalink
    September 30, 2009 11:18 pm

    “Não te enviei senão anjos”

    É a frase que melhor define a tua presença, a tua doce e sábia presença na minha vida!

    Graças a ti, à tua dedicação e bondade que a minha visão de mim e do que me rodeia se tornou bastante mais clara, porque me ensinaste a olhar para dentro, e só dessa forma se desperta verdadeiramente.

    És imenso:)

    Gosto muito muito muito de ti!
    Mega Beijo

    Rosarinho

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: